Tiroteio em Lewiston: Tragédia marca mais um dia sombrio nos EUA

0

Lewiston, no Maine, é palco de um dos tiroteios mais mortais da história dos EUA, com dezenas de vítimas e busca intensa pelo atirador.

Cidade de Lewiston é palco de violento ataque a tiros

Na noite de quarta-feira (25), a pacata cidade de Lewiston, no Maine, EUA, foi cenário de um dos mais sangrentos ataques a tiros da história americana. Segundo informações da agência Associated Press, 16 pessoas perderam suas vidas e dezenas ficaram feridas.

Confusão nos números de vítimas

Os números iniciais são variados e ainda podem sofrer alterações. A NBC, uma das principais redes de televisão dos EUA, informou inicialmente sobre 22 mortes, mas depois revisou para um intervalo entre 16 a 20 vítimas fatais. O número oficial por parte das autoridades ainda não foi divulgado.

Duplo ataque choca a cidade

Relatos da polícia indicam que o atirador, um homem de 40 anos, agiu em dois locais distintos da cidade: uma pista de boliche e um bar. Esses estabelecimentos estão situados a aproximadamente 6,5 km de distância entre si. O criminoso, até o momento, conseguiu escapar das autoridades, que estão em busca incessante.

Medidas emergenciais tomadas

Em resposta ao terrível incidente, as autoridades de Maine e a polícia local instaram a população a buscar refúgio e permanecer em segurança. Os estabelecimentos comerciais foram instruídos a fechar suas portas, e as escolas públicas de Lewiston suspenderam as aulas do dia seguinte, quinta-feira (26). A polícia também divulgou uma imagem de um veículo supostamente utilizado no crime, buscando a colaboração da comunidade para encontrar o responsável.

Repercussão nacional e apoio federal

O presidente Joe Biden, ao ser informado sobre o ocorrido, entrou em contato com a governadora do Maine, Janet Mills, oferecendo suporte federal nas investigações. Logo depois, o FBI de Boston declarou que está colaborando com os departamentos de polícia locais na investigação.

Cenário preocupante de violência

Caso o número de 22 mortos seja confirmado, este tiroteio se tornará o sexto mais mortal da história americana, de acordo com dados do Gun Violence Archive. Desde o início de 2023, os EUA já registraram 565 tiroteios em massa, resultando na morte de 595 pessoas, um aumento em relação ao ano anterior.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.